6 de ago de 2010

A Imprensa Pernambucana

Olhe, sou Pernambucano de coração, admiro várias coisas em meu estado, como por exemplo a música, o futebol, as comidas, a história, ou seja, a cultura Pernambucana em geral.

Mas se tem uma coisa que me dá nojo em Pernambuco é a imprensa esportiva.

Claro que não quero colocar a culpa da má fase tricolor na imprensa. Mas é incrível como são descaradamente contra o Santa Cruz e a favor do Sport Recife.
Quem acompanha as notícias sobre futebol todos os dias sabe muito bem o que estou falando, e posso dá um exemplo bem claro aqui: Aquele timinho do mangue joga um clássico contra o Náutico neste final de semana. O Blog do Torcedor do JC, que diga-se de passagem é uma vergonha um profissional não saber separar amor por um clube com profissionalismo, é o caso do escritor do Blog. O Sport está bem pertinho da zona de rebaixamente da série B e o cara só sabe escrever matérias sobre a contratação de Marcelinho Paraiba, Arena que estão querendo construir para substituir aquele campo vergonhoso para o estádio de Pernambuco entre outros assuntos que agradam a torcida burro negra. Enquanto ele escreve maravilhas que está acontecendo da ilha de lost, ele faz render um asssunto que já passou, que um jornalista que foi proibido de cobrir o Náutico porque o time de rosa fechou o treino e mesmo assim um jornalista gravou ou viu o treino da barbie, não sei exatamente a informação correta, não costumo perder meu tempo procurando notícias dos nossos rivais. Mas o que vem ao caso é como ele fez render um assunto besta mais que fosse negativo para o Náutico.

O Santa Cruz só basta atrasar os salários dos jogadores durante uma semana que eles já fazem uma matéria para agitar o clime no Arruda, é incrível! Eles não perdem tempo, o impressionante é que o time do mangue pode está mal como estiver, mas nunca atrasam salários e são perfeitos em todos os sentidos, isso na cabeça dos jornalistas do JC.

Não são todos os jornalistas que mostram seu lado torcedor na hora de escrever algo para seus leitores, mas o Jornal do Comércio de Comunicação é de uma falta de respeito tremenda com a instituição Santa Cruz Futebol Clube.

Enfim, isso que escrevi acima pode não ser útil em nada, mas serviu como desabafo de um torcedor coral que quer abrir os olhos dos que continuam a acompanhar essas matérias escritas na maioria das vezes prejudicando o relacionamento do torcedor tricolor com o time, a diretoria e até mesmo com os jogadores.

Não podemos admitir falta de respeito com o nosso Santa Cruz, um profissional desses comparado a grandeza e história do Santa Cruz Futebol Clube não é absolutamente NADA.

3 comentários:

  1. Entendo seu desabado. Mas é preciso lembrar qd Toninho Cerezo entregou o cargo o clima ficou feio por lá.

    Na verdade, não é disso que venho tratar aqui. Não se pode negar que a imprensa esportiva é burronega, mas também n se pode negar que jornalista quer é repercussão, estardalhaço, não importa o time, se a matéria é útil, o interesse social envolvido ou se os fatos não ajudam (afinal, a edição taí pra isso).

    Esqueçamos da imprensa. Melhor: que nossos blogs corais sejam a nova e principal fonte de informação para o torcedor do santinha. Ninguém mais do que a gente tem o verdadeiro interesse de ver esse clube forte.

    []'s tricolores

    Túlio Silva/setúbal

    ResponderExcluir
  2. Caro tricolor,
    Isso que acabaste de reportar já não é uma novidade pra mim há muitos anos. A questão da perseguição com o Santa Cruz Futebol Clube não vem de agora e tenho um exemplo disso. Não é o único, é claro, mas talvez seja o que melhor ilustre a falta de profissionalismo ou o cretinismo da globo nordeste.
    Na final do pernambucano de 2004 quando o Tricolor decidiria o torneio contra o náutico no Arruda com a vantagem de poder perder até por um gol de diferença, nos preparativos o técnico do Santa ,Péricles Chamusca, optou por fechar o treino nas Repúblicas Independentes José do Rêgo Maciel. E a globo nordeste resolveu INVADIR o treino do Santa filmando os trabalhos técnicos através de um helicóptero que voava acima do Arruda. Falta de profissionalismo tal que desconsiderava o sentimento do torcedor tricolor que não tinha alguma pretensão em assistir qualquer imagem do treino e na verdade desejava conturbar o ambiente no Arruda, como semmpre costumou fazer. Na verdade o que o tricolor queria naquele momento era que o time estivesse bem preparado com um excelente ambiente. Como falei este não é o único exemplo dentro da imprensa pernambucana que simplesmente é uma entidade AMADORA, repleta de torcedores ,dos mais infantis diga-se de passagem, e de colaboradores - me recuso a dizer que são profissionais - demasiadamente OPORTUNISTAS no pior sentido da palavra. O sentimento de nojo que você tem por essa entidade tenha certeza que é compartilhada por mim e por uma parte da torcida trcolor.
    O que me deixa às vezes chateado é ver tricolores "engolirem" e creditarem as noticias desse canalhas, como o que vêem fazendo agora com o nosso cara da torcida Brasão. Este jogador desde o início todos já sabiam que ele não é nenhum primor técnico, mas que é um cara que valoriza nossa instituição e nossa torcida além de soar sangue pelo time. É um jogador nosso que foi capas de discutir com um policial que desrespeitou nossa bandeira ao chutá-la. Mas o que se vê nas arquibancadas é uma perseguição com o atleta. Perseguição tal que posso creditar a imprensa pernambucana que já desde o fim do pernambucano tenta desmerecer o atacante tricolor.
    Dentro disso, peço aos quase 5 milhões de tricolores que simplesmente ignore estes CANALHAS e por favor não os contemplem com nossa audiência. Por favor!

    ResponderExcluir
  3. Concordo com os dois amigos tricolores acima. O problema é que a própria torcida coral não sabe a importância que ela tem para essa imprensa, afinal somos a maior torcida de PE.

    ResponderExcluir