17 de jun de 2010

Brasão: Esse sim dá valor ao Santa Cruz F.C.


É pessoal... muitos tricolores acham o Brasão um jogador de baixo nível, que só faz média com a torcida. Enquanto esses torcedores pensam dessa forma o Brasão vai marcando seus gols e salvando o Santa, como no clássico contra o Náutico o segundo turno do Pernambucano que Brasão marcou dois golaços e deu a vitória ao Santa.
Surgiu a informação que o Ceará líder do Brasileirão estaria interessado em Brasão. Ok, até ai tudo bem pois sempre existe especulações... Mais o que eu achei bastante positivo da parte do atacante Brasão foi a declaração que ele deu valorizando o nome do Santa Cruz e sua torcida.
De acordo com o jogador, já houve propostas, mas a única forma de um clube tirá-lo do Santa é pagando a multa rescisória. “Já recebi e recusei propostas. A diretoria sabe, tanto de dentro do país como de fora. Mas, assim como todo jogador, eu tenho uma multa. Se chegar algum clube e pagar, não tenho o que escolher. Mas se tiver escolha, se depender de mim falar sim ou não, eu prefiro ficar no Santa Cruz. Estou bem aqui, não quero sair”, disse.
Para Brasão, nem o fato de o suposto clube interessado ser da Série A o faz pensar em deixar o Arruda. “Tenho esse desafio que é disputar essa Série D. Joguei a Série A ano passado, pelo Atlético Paranaense. São times iguais ou menores que o Santa Cruz. Hoje visto a camisa de um time grande, que tem uma torcida que empolga, que te valoriza. Só quem joga pelo Santa Cruz sabe o que é vestir essa camisa. Poucos têm essa oportunidade, estou tendo, quero agarrar e escrever meu nome na história do clube”, contou.
Acho que os torcedores deveriam dá mais valor a Brasão que aclamar o nome de Marcelo Ramos por exemplo, que nunca respeitou a camisa e a torcida coral.
Aposto que se Brasão fosse para o Ceará e virasse artilheiro lá a torcida que hoje critica o atacante iria pedir sua volta.
Dou bastante valor a Brasão porque ele valoriza a camisa e a torcida do Santa Cruz.
Valeu Brasão por honrar o nome do Mais Querido de Pernambuco.
Por: Eder Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário