30 de set de 2010

Juninho Silva de volta


O único jogador que mostrou qualidade na série D de 2009 a meu ver foi o Juninho Silva, que na época era emprestado ao Santa Cruz pelo Sport. O jogador comandava o time de Sérgio China com sua qualidade apurada, jogava como meia de criação e fazia o papel de segundo atacante também.

Voltou para o Sport e disputou o Pernambucano desse ano, teve algumas oportunidades, mas assim como antes de ser emprestado ao Santa ano passado, o jogador não foi bem no rival do clube Coral. Passou pelo América/RN e disputou a série B do Brasileiro e o Campeonato do Nordeste e por fim, estava no Botafogo/PB.

Pedi a contratação de Juninho na série D deste ano, aposto que ele é melhor que Pedalada, mas infelizmente Raimundo Queiroz contratou errado mais uma vez.

Pelo que observei através da internet e amigos uma parte da torcida coral não aprovou a contratação, talvez seja pelo motivo do time ter sido eliminado na primeira fase da série D e o jogador fazer parte desse elenco, mas acho que não podemos generalizar, temos alguns exemplos no time desse ano, como Victor Hugo, Tutti e Léo, embora esses jogadores tenham feito parte do time que foi eliminado esse ano da série D, acredito que eles tenham vaga no elenco para a próxima temporada.

Outra questão que pode ser considerada por essa parcela da torcida que não aprovou a contratação do meio campista é o caso do atleta não ter se firmado no Sport nem no América, e vim disputar uma Copa Pernambuco em vez de jogar até mesmo uma série C ou D.

Mas vejo como um acerto da diretoria em contratar Juninho, pois ele não está vindo para ser destaque do time no próximo ano, assim como foi destaque no time que jogou a série D 2009 que não era de qualidade, o Juninho vem para ser testado na Copa PE, e se der certo ficar para próximo ano para compor o elenco.

Temos como exemplo o Joélson ano passado que foi contratado pelo Santa para disputar a Copa Pernambuco, e se fosse aprovado ficaria para a temporada toda, e o Joélson foi destaque do time na competição e ficou no elenco, terminou sendo o artilheiro do time no ano de 2010. Então o Juninho pode se destacar agora e continuar para o PE 2011 quem sabe sendo titular no meio campo ao lado de Victor Hugo.

27 de set de 2010

De novo ''Copinha''...

Em busca do Tri-Campeonato, estreando com uma goleada de 4x0, mas será que isso é motivo para se orgulhar? Claro que NÃO, não penso nem duas vezes para responder essa pergunta.

Um time feito o Santa Cruz valorizar uma competição como a Copa Pernambuco é ignorar a grandeza e tradição do clube, é assim meu ponto de vista para essa ‘’copinha’’.

Claro que quero o título da Copa Pernambuco, pois entrou em campo com o manto coral tem que honrar aquelas cores até o final. Até campeonato de botão faço questão que o Santa vença.

Desde o ano passado venho afirmando que a única utilidade dessa Copa PE é o surgimento de bons jogadores. Ano passado graças a Copa Pernambuco pudemos conhecer melhor o futebol de jogadores da base coral como Natan e Everton Sena, além de poder descobrir jogadores que não eram da base do Santa mas estavam começando, como Léo e Joélson que foi uns dos principais responsáveis pelo título do Santa ano passado.

Esse ano já pinta como possíveis destaques o Renatinho, o Everton Sena de novo, que pode se firmar como um bom zagueiro e quem sabe ser titular no Pernambucano 2011.

Sei de uma coisa, esse time de juniores venceu o Confiança que o time que disputou a série D sofreu quando enfrentou o mesmo, tanto no jogo de ida como no jogo de volta. Sei também que o time de juniores meteu uma goleada ontem, embora o Vitória não seja adversário para servir como parâmetro o time venceu com uma diferença de 4 gols, coisa que na série D não ocorreu, que era para acontecer, pois se o Vitória não é um grande time, o Guarany-CE também não é lá essas coisas. Fico na dúvida se com esses juniores não conseguiríamos o acesso para a série C. Tenho quase certeza que esses meninos que hoje vestem a camisa do Santa não iriam voltar para Recife sorrindo após ser desclassificado vergonhosamente da última divisão do futebol Brasileiro, como foi o caso de Evandro, Elvis, Leandro Cardoso (o maior culpado) entre outros do elenco.

10 de set de 2010

Boa Iniciativa Coral...

A diretoria do Santa pretende transmitir o jogo de volta entre Guarany-CE x Santa Cruz pela série D, no próximo domingo na sede do clube.

Será cobrado um valor de 2 reais para quem quiser assistir ao jogo ao vivo. Esse valor será revertido para o departamento social do clube.

Lembrando que o jogo será transmitido ao vivo também na Tv Coral, pela internet.

Esta informação ainda será divulgada em sites oficiais, radios e etc...

___________________________________

Outra boa notícia para a torcida coral é que a diretoria do Santa Cruz, na intenção de contar ainda mais com o apoio da torcida coral no jogo do próximo domingo, estará fornecendo suporte para as caravanas que forem à Sobral, para a partida entre Guarany e Santa Cruz.

Os diretores tricolores garantiram que abastecerão com combustível todos os ônibus carregados de torcedores do Santa.

Para os organizadores de viagem que tiverem interesse em ter seu veículo abastecido pela diretoria, o contato deve ser feito com Robson Sena, no telefone 8832-4715.


Fonte: Agência CoralNET de Notícias

9 de set de 2010

3-6-1 Com Inteligência...

Vejo que o time entrando com o esquema 3-6-1 no próximo domingo diante do Guarany-CE não obriga que o Santa jogue defensivo, até concordo com a escolha de Givanildo, mas como diz o título dessa postagem, a inteligência será fundamental para a classificação coral.

Primeiro jogar retrancado é coisa de time pequeno, coisa que o Santa Cruz não é. Sei que existe diferença entre jogar retrancado e jogar com base no regulamento, já que o empate nos favorece.

Analisando o jogo de ida, no Arruda, observei uma certa qualidade no camisa 16 do Guarany, uma velocidade e visão de jogo apurada, não sei se pela motivação de jogar diante de 50 mil pessoas, coisa que nunca deve ter acontecido com ele, ou se realmente o atleta tem qualidade, o que importa é que o jogador entrou bem e desequilibrou a partida criando jogadas de velocidade. Se o jogador entrar do mesmo jeito no jogo de próximo domingo eu aconselharia Givanildo colocar Goiano para marcar individualmente o jogador. Não sei como se chama o camisa 16 do Guarany, mas parece que o apelido dele é Olinda.

Nossos laterais (Osmar e Alysson) têm características ofensivas, apóiam bem o ataque e com três zagueiros no time eles podem avançar sem tanta preocupação, isso é um ponto positivo desse esquema. Acho que o Elvis deverá jogar como um segundo atacante, só que bem mais recuado. Jackson deverá armar as jogadas, e os dois volantes fecharão o cadeado lá trás. Joélson ficará com a responsabilidade de fazer os gols.

Se os laterais subirem bem ao ataque como subiram no jogo de domingo passado acredito que o Santa não encontre dificuldades em marcar gols. Não vi muita qualidade no sistema defensivo do Guarany-CE e o goleiro deles além da baixa estatura não é nenhum paredão.

Espero que os jogadores voltem com a nossa classificação para a próxima fase, e calem o presidente e os torcedores do Guarany de Sobral para assim respeitarem o SANTA CRUZ FUTEBOL CLUBE e sua enorme e apaixonada torcida.

8 de set de 2010

Em parceria com Votorantim, TV Coral transmitirá decisão de domingo

Segundo informações do diretor de comunicação Antonio Carlos Junior, uma das empresas patrocinadoras do Santinha irá presentear mais uma vez a torcida coral.

Em conjunto com a TV Coral, a Votorantim tomou a iniciativa de garantir a transmissão do confronto entre Santa Cruz e Guarany, no próximo domingo, em Sobral.

A empresa dará o subsídio financeiro e a estrutura para fazer com que a TV Coral possa repassar as imagens do duelo para o torcedor tricolor.

O jogo será transmitido no site www.tvcoral.net.

Volta!

O Blog do Tricolor volta com suas postagens hoje após o feriadão.

1 de set de 2010

Essa pode ser a hora...

A festa está sendo programada nos seus mínimos detalhes, a torcida está querendo fazer uma festa linda no Arruda no próximo domingo, 5 de setembro, digna do Santa Cruz Futebol Clube. A diretoria quer 60 mil pessoas, a torcida acredita nesse número e eu acho que no mínimo 50 mil apaixonados lotarão nossa casa.

É um cenário perfeito para a torcida se manifestar para que o Tricolor entre no Clube dos 13. Essa cota seria muito bem vinda, já que o Sport com essa cota começa o ano com cerca de 7 milhões de reais a mais do que o Santa Cruz, com isso a desigualdade financeira é incrível, ainda sim torcedores e jogadores daquele timinho chamado Sport tremem quando jogam contra o TERROR DO NORDESTE, imagine se o Santa recebesse uma fatia desse bolo.

Para completar, ontem em uma cerimônia de comemoração do centenário do Corinthians em que o C13 iria dá um prêmio ao nosso Presidente da República, a entidade lembrou-se do Santa Cruz e convidou o Fernando Bezerra Coelho para representar o clube das três cores. Afinal, clube grande jamais deixará de ser grande, até mesmo porque é quase impossível ignorar uma torcida em que seu time está na série D e mesmo assim pode colocar 60 mil pessoas dentro de um estádio apenas em um jogo da segunda fase.

O Presidente Lula ainda destacou a grandeza do Santa Cruz e sua torcida, e disse que não entendia como um time como o Santa não está participando de uma primeira divisão. Além do nosso Presidente, Lula, lembrar do Santa em seu discurso o diretor da CBF, Virgílio Elísio, afirmou que o Santa Cruz é o clube mais importante do estado de PERNAMBUCO além de falar o que todo mundo já sabe que o Santa tem a maior torcida de nosso estado.

Ibope e outras pesquisas são uma farsa, nunca conheci ninguém que foi entrevistado em uma pesquisa de torcida de futebol. E por isso que domingo cantaremos: EI, VOCÊ AI, AVISA ‘’PRO’’ IBOPE QUE TORCIDA É ISSO AQUI!

Isso com 60 mil pessoas cantando será fantástico.

Realmente acho que essa é a hora para FBC tentar colocar o Santa no Clube dos 13. Só não é perfeito pelo motivo de o Santa Cruz está disputando a última divisão do futebol Nacional, talvez esse seja o maior empecilho.

Acho que a torcida deveria se mobilizar também, o Blog do Santinha deu o ponta pé inicial para uma campanha em pró do Santa Cruz entrar no C13, e o Blog do Tricolor está tentando fazer sua parte.

Vamos levar faixa para o jogo de domingo pedindo a inclusão do Tricolor no C13, afinal o Santa Cruz Futebol Clube é um dos fundadores do mesmo. Teremos destaque Nacional se conseguirmos esse feito de colocar 60 mil pessoas no Arruda, vamos lá, pensar pra frente.

Domingo estarei lá.

27 de ago de 2010

O Santa Cruz F.C. tem que voltar ao seu lugar

>> Nada mais preciso que o aforismo “a vida é uma gangorra”. Diante dele só há uma constatação óbvia e ululante: é. Regresse comigo ao longínquo início dos anos 1930. A cidade é São Paulo. Não se falará aqui da resistência dos paulistas ao regime de Getúlio Vargas naquela que ficou conhecida como Revolução Constitucionalista (em 1932) que, massacrada, marcou a aurora da ditadura varguista. A coluna é sobre futebol, não sobre política.

>> São Paulo, 1930: fundava-se na provinciana capital paulista um time de futebol chamado São Paulo da Floresta. Abreviando a história, o clube virou o que hoje é a potência sediada no Morumbi. Uma equipe que é sinônimo de glórias — hexacampeã brasileira, tricampeã da Libertadores, tricampeã mundial. Desde o início, o São Paulo adotou o padrão tricolor — vermelho, branco e preto — e modelos de camisa idênticos aos do Santa Cruz, do Recife.

>> Recife, 1930: o Santa Cruz, clube fundado em 1914 na cosmopolita capital pernambucana, já se constituía então em potência regional. Fora o primeiro time do Norte e Nordeste do Brasil a vencer, ainda antes dos anos 1920, um embate contra um clube do Rio de Janeiro — em 1917, Santa 3, Botafogo 2, na capital fluminense. Grande campeão de todos os campeonatos regionais do Nordeste, era o terror de Sport e de Náutico, rivais na prática do esporte bretão no Recife.

>> Seguiram os anos, correram em paralelo as biografias esportivas de Santa Cruz e São Paulo. A partir dos anos 1970, os tricolores paulistas se descolaram do espelho pernambucano. Os são-paulinos construíram, a partir daí, a tal trajetória gloriosa de que falei. O Santa viveu o apogeu de 1975 a 1980, anos em que figurou ininterruptamente nas oito primeiras posições do Campeonato Brasileiro. Era um clube nordestino que tinha agenda de amistosos no exterior. Recebia seleções europeias para jogos no Estádio do Arruda. Em 1979, por exemplo, derrotou a Tchecoslováquia por 4 x 0, no Recife. Detalhe: os tchecos eram os campeões da Eurocopa.

>> Neste século, a linhas biográficas de Santa Cruz e São Paulo descreveram um “x” típico de pesquisa eleitoralDilma x Serra. Um passou pelo outro e tomou distância abrindo o que em análise de pesquisa se denomina popularmente “boca do jacaré”. O tricolor pernambucano caiu ao rés do chão — disputa a Série D em 2010 — e o tricolor paulista foi três vezes campeão brasileiro, conquistou mais uma Libertadores e o tri mundial.

>> O São Paulo parecia imbatível. Olhava com desdém para o coirmão do Recife, de quem um dia copiou as cores e o padrão. Até Hernanes, maior craque formado no Morumbi nesta década, pernambucano de Caruaru, preferiu bater às portas do CT são-paulino a ir ao carcomido Ninho da Cobra, do Santa, onde um dia foram formados craques como Rivaldo, Ricardo Rocha, Nunes, Carlos Alberto Barbosa e Givanildo.

>> Eis que, nos últimos 10 dias, o jacaré parece estar fechando a bocarra e o São Paulo ameaça cruzar de novo a trajetória biográfica do Santa. Ou não é isso que se depreende de um clube que teve dois técnicos e um interino em apenas seis meses, tem torcedores uniformizados atrapalhando seus treinos e fustigando o elenco, perde os jogos mais fáceis e é incapaz de ganhar um clássico?

>> O São Paulo caminha a passos largos para a Série B. O Santa, graças a Deus, deve conseguir ascender à Série C. Quem sabe o alfabeto do futebol não os reuna de novo em 2012 numa competição oficial? Esforço para isso parece não faltar no Morumbi.

Luís Costa Pinto escreve às sextas-feiras no Super Esportes

Uma imagem interessante...


Peguei em uma comunidade do Santa Cruz essa imagem, gostei da montagem e resolvir colocar aqui no Blog para quem quiser...


26 de ago de 2010

Esforço não está faltando...




Realmente acho que não está faltando esforço da diretoria em relação a contratações, ou seja, FBC e sua diretoria mostram que estão trabalhando duro em busca de jogadores conhecidos da torcida e que tenham um bom futebol. Alguns nomes surgiram como reforços: Carlinhos Bala, Pedro Jr, Leandrão, Geraldo e Eduardo Ramos. Mais o fato de o Santa Cruz correr o risco de ser eliminado nessa fase contra o Guarany-CE termina complicando um possível acerto entre jogador e Santa Cruz. Quando algum jogador de qualidade demonstra interesse em vestir a camisa coral o clube esbarra na sua atual situação financeira, e esse foi o caso de Carlinhos Bala que poderia acrescentar bastante em qualidade no elenco coral, principalmente no setor ofensivo, mas o Santa teria que pagar uma quantia de 250 mil reais ao seu atual clube para poder contrata-lo, algo complicado para o Santa que atualmente deve um mês de salário aos jogadores.

Quando converso com amigos tricolores, alguns me chamam de babão da diretoria por está sempre defendendo Raimundo Queiroz, FBC e companhia, só que eu não vejo exatamente assim, entenda: Se não fosse o esforço da diretoria no período do fim do Pernambucano até o inicio do Nordestão poderíamos ter perdido jogadores que hoje são fundamentais para o elenco, como por exemplo:

Tutti – O ASA mostrou interesse na volta do goleiro, que era considerado um ídolo no clube. Tutti só vive salvando o Santa com grande defesas.

Leandro Cardoso – Não é nenhum zagueiro dos sonhos, mas está na média. O ASA também mostrou interesse na volta do atleta, que jogou por lá antes de defender o Santa.

Léo – Esse ai todo mundo já sabe da novela que foi a tentativa do Botafogo em contratar nosso volante, e o Santa recusou uma proposta de 700 mil reais. Hoje o jogador é destaque no nosso time, ele tem uma qualidade difícil de se encontrar.

Elvis e Joélson – O Vitória-BA queria contratar os dois. Embora os torcedores critiquem demais os dois, ambos são titulares e Joélson está sendo o salvador da pátria com seus gols, é o artilheiro do time na série D.

Brasão – O Santa recebeu uma proposta oficial de 800 mil reais e FBC recusou, afirmando que o atleta seria importante para o acesso do Santa Cruz.

E na minha opinião a nossa diretoria acertou em manter esses jogadores citados acima. É ai que eu pergunto: Se nós estamos achando ruim esse atual elenco e sempre pedimos contratações, já imaginou esse time sem esses jogadores?

Seria mais complicado ainda...

Por: Eder Siqueira